Garotas Nerds

Fórum para leitoras do blog Garotas Nerds


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ato 1: Extra!

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 4]

26 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 01:14

ARTHUR "STEAMPUNK"

O Sr. Smith não sabia se ficava mais surpreso com a notícia ou com a calma que seu filho informou "degolaram a mulher de William", mas ignorou isso.

- Santo Deus! Então era mesmo Martha! Ah, William... - Smith deu uns tapinhas no ombro de seu empregado, tentando consolá-lo, mas o homem não parava de chorar.

Arthur volta com o chá, e o homem finalmente parece se acalmar um pouco.

- Vão pegar o assassino, meu amigo.

- Vão? - William responde, agora com raiva. - Eles nunca se esforçariam para fazer justiça em um caso desses... em que a vítima é uma... uma... prostituta!

O homem voltou a chorar. Smith olha pro filho, sem saber o que fazer.




GRACE "BUTTERFLY" CAMPBELL

- Eu... Eu não estou dizendo que gostaria de ser uma cadela submissa! - Mary pareceu envergonhada de ter tocado no assunto. - Eu só queria... um homem que me amasse. Poder ter meus filhos, não ter que deitá-los fora!

Aborto induzido era uma prática muito comum entre as prostitutas, e Grace suspeitou que Mary tivesse realizado aquilo recentemente.

Ver perfil do usuário

27 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 01:36

Cross levou as mãos a cabeça e massageou suas têmporas...
- Temo ainda não ter lido as notíciais de hoje... o Reese, você diz? Conheci seu pai em Pietmaritzburg. O mesmo talento nato para se meter em encrenca....
O capitão tomou o exemplar do jornal que Dereck trouxera e o leu em silêncio durante alguns minutos. Depois disso, levantou-se subitamente assustando o tenente. Parecia revigorado, elétrico.
- ... mas estou farejando algo mais nessa história. Algo estranho. Não sei quanto ao paradeiro do segundo-tenente. Mas tenho um pressentimento... as coisas podem ser piores do que você imagina... Bom, talvez seja hora de voltar ao campo de batalha, não é mesmo?!
Cross espanou a poeira de suas roupas e apanhou seus pertences.
- Diga tenente se importaria em pagar uma carruagem até East End?



Última edição por Di Benedetto em Sab Mar 05 2011, 01:41, editado 2 vez(es)

Ver perfil do usuário

28 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 01:36

De pé, Bullet espera pacientemente na sala que a empregada o havia deixado. Quando o doutor e a filha entram na sala para atendê-lo, tira o chapéu em sinal de educação.

- Bom dia, Dr. George - disse, fazendo uma leve reverência aos dois. - E Ms. Ariel, bela como sempre.

Antes que o doutor pudesse falar alguma coisa, ou xingá-lo, como parecia prestes a fazer, o repórter dispara:

- Bela casa o senhor tem, doutor. Desculpe incomodá-los num momento tão inoportuno, mas o London Observer gostaría de um depoimento seu quanto ao caso da mulher assassinada ontem a noite.

Tracer tentava esconder o mau humor por estar ali, mas agia de forma profissional.



Última edição por nerdiscreto em Sab Mar 05 2011, 01:56, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário http://nerdrevollution.wordpress.com/

29 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 01:42

-Deixe os romances para os contos de fadas, irmã. No mundo em que vivemos, não há amor que resista a uma vida de dificuldades e pobreza. E é só isso o que aquele sujeito tem a lhe oferecer.- Disse Morgan à procura de seu casaco e um pequeno caderno de anotações que sempre levava consigo.

-Agora tenho coisas mais importantes para tratar, depois conversamos. Não sei por que, mas acho que a tragédia estampada na primeira página dos jornais pode me trazer algo de bom.- Disse Morgan pensando que, talvez com um pouco de sorte, conhecesse alguém que viu um dos crimes e pudesse lhe dar uma pista sobre os assassinos. Que jornal sensasionalista não pagaria uma grana alta para ter um retrato falado, ou algum outro detalhe mais significativo antes de todos os outros?

Ver perfil do usuário

30 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 02:02

RICHARD CROSS

- Claro, senhor - O tenente respondeu, levantando-se prontamente.

Dereck pagou o transporte até East End. Os dois militares pararam no mercado, que estava cheio de pessoas e conversa. Parando por um momento, tudo o que chegava aos seus ouvidos era casamento, assassinato, prostitutas e problemas intestinais.

- Senhor, sobre a coisa estranha... Eu realmente acho que Reese estava muito estranho ontem. Logo depois que o senhor saiu, na verdade.




ARIELLA HARRIS e TRACER BULLET

- Espere aí - O pai de Ariel se aproximou de Tracer. - Eu não conheço nenhum Sr. Bullet repórter, mas conheço seu rosto. Você é aquele detetive!

Ariella também reconheceu o rosto do repórter. Foi ele que a ajudara quando a casa foi assaltada e seu pai baleado. Bullet, que mal havia começado a carreira de detetive, estava de ronda pela vizinhança, e ouvindo seus pedidos de socorro, ajudou os dois a chegarem ao hospital.




MORGAN GRAY

Catherine soltou um muxoxo, murmurando "Tanto faz o que ele pode me oferecer", mas não insistindo no assunto.

- Só não esqueça do maldito casamento da honradíssima Miss Cecilia - Ela disse, sarcástica, antes que ele saísse.

Morgan teve um leve caso com Miss Cecilia. Na verdade, metade da vizinhança parecia ter tido esse prazer. Só o marido dela, um estrangeiro, que parecia completamente abstraído desse fato.

Ver perfil do usuário

31 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 02:10

Grace percebeu o desconforto da amiga ao tocar no assunto. Para algumas não era fácil realizar o aborto. Preferiu não tocar no assunto e tentou animar a amiga:

- Parece que hoje haverá um importante casamento na cidade, da filha de um magnata, Sr. Dashwood se não me engano. Não gostarias de ir até a igreja para observarmos, escondidas é claro, as damas com seus melhores vestidos ao lado dos piores maridos? - Grace falou essa frase sorrindo para tentar amenizar a tensão em que o assunto as colocara.

Ver perfil do usuário

32 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 02:10

*Com expressão um pouco mais retraída do que era de costume, ainda estava tensa com o sonho perturbador que tivera; angustiava não saber precisamente o que ocorrera, mas sentia no fundo que alguém havia se machucado*
- Bom dia papai *beija-lhe o rosto* - Bom dia Ethan *senta-se em frente ao irmão*
- Sobre o que estão conversando?! Algo de interessante nas notícias?

Ver perfil do usuário

33 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 02:23

GRACE "BUTTERFLY" CAMPBELL

Mary pareceu se animar um pouco.

- Disseram que toda a alta sociedade foi convidada! Mas achei estranho que não é em uma Igreja. Será dentro da propriedade dos Dashwood, por algum motivo... Talvez porque Miss Cecilia não seja tão "pura" assim, dizem - Mary deu um risinho.




JANE POTTER

- Interessante, não. - O pai de Jane suspirou. - Só mais um daqueles assassinatos terríveis.

- Em Whitechapel? - Ethan falou, enquanto comia. - Talvez tenha sido merecido.

- Ethan! - Potter censurou-o, mas não insistiu no assunto. - Falemos de coisas mais agradáveis, sim? Jane, seu vestido para o casamento de Miss Cecilia já chegou. Você deveria experimentá-lo, antes que o alfaiate resolva levá-lo para mudar alguma manga de novo.

O alfaiate dos Potter era terrivelmente amalucado, com uma eterna mania de grandeza, e Jane sabia que o pai falava a verdade. O importante é que produzia belíssimos vestidos. Porém, a notícia do assassinato coincidia estranhamente com seu pesadelo, e fez a jovem se sentir mais incomodada ainda.

Ver perfil do usuário

34 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 02:29

- Temia que dissese isso. Estranho como? Conte-me mais!
O capitão visita algumas barracas do mercado, enquanto Dereck o segue falando a cerca do comportamento insólito de Resse. Cross compra alguns ossos de um açogueiro e algo que um comerciante alega ser "legítima pele de raposa", afirmação dúbia que a aparência do produto parece claramente desmentir.

Ver perfil do usuário

35 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 03:45

Ariella faz uma reverencia leve ao receber o Sr.Bullet, embora mantendo-se uns passos atrás do pai.
Ao ouvir as palavras do pai, se aproxima de Tracer .Ariel repara no rosto do reporter e na mesma hora tem um flash do dia assalto.
-Oh meu Deus!É mesmo o sr -surpresa- É uma surpresa vê-lo novamente!-embora surpresa,parecia um pouco contente em ve-lo,afinal foi por causa do detetive q seu pai estava vivo.- Perdoe-me, mas não sabia q o sr agora trabalhava como reporter.

Ver perfil do usuário

36 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 09:52

- O casamento! Havia me esquecido completamente! Obrigado Senhor Brown!

Will vai para seu quarto, que fica em cima da livraria, se arrumar e depois vai encontrar com Catherine. Eles iam juntos ao casamento. O mistério da morte teria que ficar pra depois...

Ver perfil do usuário

37 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 11:45

Bullet já tinha esquecido o fato de ajudá-los no dia do assalto. A correria e o tempo o ajudaram a varrer da memória o incidente. Contudo, ainda conhecia o doutor e a filha pela reputação que tinham na cidade.

- Ora, eu mesmo, Dr. George - disse, dando um aperto de mão amigável. - Perdoe-me, mas eu tinha poucas lembranças daquele dia.

Tracer logo ficou feliz por ter a simpatia dos dois, já que não lhe agradava ter que fazer as perguntas sobre o assassinato. Assim o seu trabalho correria mais facilmente, ele esperava.

- Sim, Ms. Ariel, virei um repórter quando minha carreira como detetive não alavancou. Sei como deve ser chato para você e seu pai receber esse tipo de visita, mas agora sou eu investigo os crimes de outra forma.

- Antes de qualquer coisa, como a senhorita e o doutor estão depois daquele ocorrido?

Ver perfil do usuário http://nerdrevollution.wordpress.com/

38 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 12:15

- Espero q o ramo atenta as suas expectativas, sr. Bullet.- falava com educação, desejando boa sorte na nova carreira do repórter.
- Meu pai e e estamos bem, obrigada por perguntar. Apenas Londres q não o deixa descansar - Ariel faz o comentário referindo-se ao fato da noite anterior .

Ver perfil do usuário

39 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 12:21

RICHARD CROSS

- A atitude dele, senhor. Subitamente silencioso, e seus olhos evitavam os meus quando falava, como se estivesse escondendo algo. Eu apenas achei que estivesse bêbado demais... - Dereck se interrompeu subitamente, confuso - Senhor, o que diabos está comprando?



Ver perfil do usuário

40 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 12:33

Javert sorriu. O sorriso era sempre sua primeira arma. Mas enquanto seus lábios exibiam o que ele imaginava ser o sorriso mais ingênuo do mundo, seus olhos perscrutavam a garota.

Não era natural que tão bem vestida senhorita lhe dirigisse a palavra, mesmo que por vezes tenha recebido moedas de mãos enluvadas.

Como de costume nada disse, apenas acenou pomposamente, como faria um servo em presença de uma rainha.

Ver perfil do usuário

41 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 12:47

JAVERT MARCEAU

A moça sorriu, um pouco sem jeito, e com um leve aceno de cabeça continuou seu caminho. Ao olhar na latinha, Javert arregalou os olhos: um shilling inteiro!

Ver perfil do usuário

42 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 13:52

-Ah, o casamento! Sabia que estava me esquecendo de algo.-
-Obrigado por me lembrar.- Disse ele à irmã, fazendo pouco caso de seu sarcasmo.

Subiu para o seu quarto, colocou uma roupa apropriada, pegou suas coisas e partiu rumo ao local do casamento.

Ver perfil do usuário

43 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 14:06

MORGAN GRAY e WILLIAM HARVEY

Morgan saiu cedo para o casamento. William chegou horas depois, após seu expediente.
Bateu na porta, que foi atendida prontamente.

- William! - Catherine abraçou-o. - Sua pontualidade sempre me surpreende... Eu sequer estou pronta!

Will sabia que o irmão de Catherine não aprovava a relação dos dois, e dando uma espiadinha atrás dela, parecia que ele não estava em casa.

Quem já tá na parte do casamento, aguarde a parte 2 do Ato 1 :B

Ver perfil do usuário

44 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 14:32

Grace deu um sorriso debochado.

- Esse puritanismo idealizado pela Rainha é uma utopia mesmo. Se será na propriedade dos Dashwood talvez não seja possível chegarmos até lá. Uma pena.

Ver perfil do usuário

45 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 14:52

GRACE "BUTTERFLY" CAMPBELL

- Claro que podemos! - Animada, Mary começou a confidenciar sua idéia. - Podemos pegar emprestados uns dois vestidos do cabaré. Metade da cidade foi convidada, ninguém nos perceberá.

Ver perfil do usuário

46 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 14:59

- É, também espero que sim, Ms. Ariel. Obrigado.
- Tempos difíceis esses. Não se fala de outra coisa senão do maldito assassinado. Até o casamento da senhorita Dashwood ficou em segundo plano. Mas me diga, como foi a noite anterior, Dr. George? A autópsia foi tão complicada assim, como sua filha deixou a dizer?

Bullet pega seu caderninho discretamente, pronto para anotar os dados que o supervisor desejava. Uma rápida nota foi escrita, dizendo:

• Descrição do corpo, arma e ferimentos.
• Desenhos (ou fotos)

Ver perfil do usuário http://nerdrevollution.wordpress.com/

47 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 15:24

- Será que Madame Rouge não irá se importar? Acho que não, então vamos!

Chegaram ao mercado e fizeram as compras como de costume, mais animadas com a ideia de entrar de penetra num casamento da alta sociedade, quase esquecendo sobre o assassinato de uma colega ou o que o futuro reservava para elas.

Voltaram ao cabaré e foram logo escolher o melhor vestido que poderiam ter.

Ver perfil do usuário

48 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 15:32

TRACER BULLET

- Muito bem, acho que posso lhe conceder algumas informações, contanto que meu nome fique em segredo. - George sentou-se em uma cadeira. - Porém, temo que terei que lhe pedir outro favor em troca. Seja o acompanhante de milha filha ao casamento de Miss Dashwood. Eu não comparecerei, e não quero que ela ande sozinha em tempos como esses...

Ver perfil do usuário

49 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 16:43

Bullet não se sentiu nada confortável com o pedido do doutor. Tomar conta de uma adolescente não estava em suas prioridades, principalmente com uma matéria por escrever. Entretanto, não haveria nem matéria se não aceitasse o pedido.

- É uma honra saber que tenho sua confiança para levar sua filha em segurança, doutor. Tenho certeza que meu supervisor não me deixaria perder a cobertura desse casamento - disse, num tom de mau humor. - Logo, a companhia de sua filha seria muito apreciada. O que acha, Ms. Ariel?

Apressou-se a acrescentar:

- Quanto ao seu nome, não vejo problemas quanto a isso. Caso meu supervisor concorde, dou-lhe minha palavra que farei o máximo para omiti-lo.

Ver perfil do usuário http://nerdrevollution.wordpress.com/

50 Re: Ato 1: Extra! em Sab Mar 05 2011, 19:14

Ariel sente-se um tanto q surpresa com pedido do pai ao reporter,afinal já estava mais do q acostumada em ir as festa sozina. Entretanto sabia q não era a qualquer um q ele faria o pedido. E ao mesmo tempo, era previsível q ele não a deixaria ir sozinha ao casamento. Não depois de um assassinato não brutal.


-Se essa for a vontade de meu,eu farei sem problemas.Espero consiguir fazer com q minha companhia seja agravel ao sr. durante a festa,Sr. Bullet- faz um gesto educado com a cabeça. - Entretanto,reforço o pedido de meu pai para não ser identificado.Não ficaria bem para nenhum de nós. -embora educada, falava em um tom mais sério.



Última edição por dezatifa em Sab Mar 05 2011, 20:10, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 2 de 4]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum