Garotas Nerds

Fórum para leitoras do blog Garotas Nerds


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ato 2: Mudanças

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ir em baixo  Mensagem [Página 6 de 7]

126 Re: Ato 2: Mudanças em Dom Abr 24 2011, 23:52

*Não encontrando sinal de William, Arthur vai até Abigail*
- Dona Abigail, se acalme... venha.
* Arthur coloca a mão em um dos ombros de Abigail e se vira para Javert*
- Senhor, traga as crianças por favor. Devemos reportar o que ocorreu a polícia, William não parece estar aqui e essas crianças parecem estar há muito tempo aqui sozinhas. Algo de muito estranho está ocorrendo.

Ver perfil do usuário

127 Re: Ato 2: Mudanças em Dom Abr 24 2011, 23:56

Aplaudira também Grace após o início de Madame Rouge. Aprendera que sempre deveria esperar outras pessoas aplaudirem pois este costume ainda não era tão difundido, porém no país de Madame era bem conhecido por conta da Rainha Antoinette.
- Oh que ótimo! Me mudarei para mais perto de Londres então. A senhora me ajudou a tomar a decisão que vinha me destruindo por dentro. Sinto-me como uma adolescente novamente. Quando devo começar?
Eleonor sentiu-se contente por ter a confiança de Madame Rouge, esperava também não decepcionar. O que ela aprendera com Henry foram coisas básicas, noções de poupanças e investimentos, mas o cabaret parecia andar bem nos negócios, então não seria necessário tantos conhecimentos assim.


________________________________________________________________________________
ps: Ignorem erros históricos oquei?

Ver perfil do usuário http://madsophienne.wordpress.com

128 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 00:08

- Não precisa me chamar de Sr. Thomas, Mademoiselle, me chame apenas de Tom.
- Mas me diga, você saberia me dizer um bom lungar para jantar nessa cidade?
- Faz algum tempo que não como algo decente.

Ver perfil do usuário

129 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 00:19

-Realmente, posso pensar em muitas vantagens no que você disse. Mas ainda tenho algumas dúvidas.- Disse morgan com um certo olhar de desconfiança.
-Primeiro, ninguém sai oferecendo as coisas assim sem mais nem menos, ainda mais quando se trata de algo como o que você acabou de me contar, o que você quer em troca caso eu aceite? E segundo, quem é você, afinal? Um humano? E você tem um nome? Como posso chamá-lo?

Ver perfil do usuário

130 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 00:24

Bullet continuava com a arma apontada para o senhor, mesmo quando Ariel tinha colocado a mão sobre seu ombro. O rosto sério, porém mais calmo, sem nenhuma intenção aparente de atirar.

- Descuido seria ter vindo desarmado para uma reunião com alguém que nem ao menos sei o nome, senhor. Seus propósitos pouco importam quando comparados com a minha segurança e a da senhorita.

Quando o outro homem (Richard) entra no quarto, Tracer rapidamente aponta a arma para ele, como fizera com o senhor ali sentado. Ouvira seus passos no assoalho lá embaixo, mas não gostava de ser pego de surpresa, principalmente numa situação como aquela. Entretanto, ele reconhece o rosto do oficial, tinha boa memória para essas coisas.

- Isso está começando a me enfurecer, senhores.

Ver perfil do usuário http://nerdrevollution.wordpress.com/

131 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 00:25

Grace desce do palco e se dirige à Eleonor
- Bem-vinda seja, senhora! - num ato eufórico, pega as mãos de Eleonor, levanta-a e a abraça, um gesto um tanto absurdo para a época, mas Grace se sentia em casa e estava alegre, pela primeira vez em algum tempo.

- Procurarei por Mary e darei a notícia - disse sorrindo.

Dirigindo-se à Mary, encontra-a com Thomas, interrompendo a conversa.

- Bom dia, senhor Thomas. Preparado para o nosso show de hoje à noite?

Off:
Não sei se "hoje" é dia de show, pode mudar isso depois, Sayu

Ver perfil do usuário

132 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 00:57

O Capitão Richard Cross não esperava se deparar com anfitriões tão singulares.
Ele meneou a cabeça cumprimentando a Srta. Ariel com um gesto galante . Mesmo com um arma sendo apontada para ele o veterano continuou agindo de maneira fleumática, como se duvidando (ou desdenhando) abertamente da capacidade do jornalista em efetivamente puxar o gatilho.
Um grande engano, ele não sabia o quanto Bullet esteve perto de disparar a pistola naquele momento. Era evidente que o rapaz faria tudo para proteger a moça, mas um homem calejado como Richard estava desacostumado com aquele tipo impetuoso e imaturo de heroísmo hormonal.
Sem ligar muito para a ameaça ele retirou um velho livro empoeirado de dentro de seu uniforme e o atirou sobre o homem da poltrona, dirigindo-lhe a palavra.
- Deve ser alguém ainda mais recluso do que eu, e bastante desocupado, para desperdiçar seu tempo livre deixando "convites" em velhos tomos de demonologia. Poderia ter demorado anos para encontrar o papel dentro daquele livro. E no entanto parece que você sabia que eu tentaria realizar uma invocação... O que deseja comigo? E por que trouxe esses jovens até aqui?!



Última edição por Di Benedetto em Seg Abr 25 2011, 02:10, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

133 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 02:09

Ariel sentia-se de tal forma que não sabia mais o que esperar daquele encontro e ficou ainda mais intrigada após a chegada do Capitão.Ter mais uma pessoa convidada pelo anfitrião,sem saber o motivo, deixa-a com a falsa sensação de segurança: Se a situação piorasse, seriam 3 x 1, afinal.

-Capitão. -Ariella faz um gesto educado com a cabeça ao ver o capitão e posiciona-se ao lado de Tracer colocando a mão em cima do braço do mesmo em um gesto pedindo para que abaixe a arma,mas no fundo agradecida pela reação dele.

Ariel olha em direção ao senhor sentado na poltrona ao ver o livro que Cap. Cross jogou.Demonologia? O Cap. certamente seria o primeiro militar que conhecia o assunto, ou pelo menos foi o primeiro que Ariel tomou nota disto. Um reporter e ex-detetive, um militar que sabia sobre demonologia e ela- no caso mais específico, seu pai era para estar lá. A mente da garota voava em busca de alguma relação mais concreta para a reunião.Cada segundo que se passava, acreditava que a selação não fora por acaso.

- Perdão Mister...Acredito que seja evidente perceber o quanto nós estejamos interessados em saber o real motivo por ter chamado-nos até aqui e , mais especificamente, pq nós. - A voz de Ariel saia calma , ainda mais agora que gostaria de respostas, seu "pq" saiu com uma leve ênfase. - Certamente, a seleção que fez para envio dos convites tenha um motivo concreto o suficiente para tal ação ,correto?

" aquele tipo impetuoso e imaturo de heroísmo hormonal." ADOREI xDDDD

Ver perfil do usuário

134 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 14:16

Poxa Dean, onde vc está quando precisamos de vc???


- Oh meu Deus!!

Talvez por ter crescido ouvindo as pessoas chamarem seu pai de grande mágico e saber que tudo na verdade não passava de truques de espelhos, iluminação e sugestão, Ellie nunca acreditara no sobrenatural. Pelo menos, não até agora. Por um instante chegou a pensar que talvez estivesse vendo coisas, mas o grito de Miranda mostrou que aquilo era estranhamente e horrivelmente real. Olhou para ela e segurou forte sua mão. Que filha estaria preparada para ver a mãe naquelas condições? Também segurou no braço da srta. Potter. Apesar de nem se conhecerem, elas estavam juntas naquela situação.

- O que... o que está acontecendo, srta. Potter?

Ver perfil do usuário

135 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 14:50

*Olha pra Grace*
- Ahh, Show hoje a noite? Achei que hoje era folga... *Surpreso e Desapontado*
- Me de um minuto que já deixo ela livre para você
*Voltando a Mary*
- Então Mademoiselle, conhece algum lugar?

Ver perfil do usuário

136 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 15:27

OFF: Jovem? O Bullet tem 32 anos, haha.

O repórter abaixa a arma, guardando-a. Sua paciência ia se esgotando, enquanto os outros dois convidados pareciam calmos demais.

- Não sou mais tão jovem, err, Capitão - Bullet havia suposto o cargo do militar. - Mas sinto-me honrado, mesmo assim. Por outro lado, a resposta para a sua pergunta e a da senhorita Ariel deve ser bem óbvia. Se me lembro bem, nós três estávamos no casamento de Miss Dashwood. O livro que o senhor acabou de revelar e os acontecimentos daquele dia devem ser a causa do convite.

Tracer continuava fazendo suas observações em voz alta, andando de um lado a outro, claramente inquieto. Leva a mão ao rosto e esfrega os olhos, buscando se acalmar um pouco e morrendo com o calor abafado.

- Por outro lado, nosso anfitrião não parece ser uma pessoa tão desocupada como o senhor supôs. Ele carrega consigo um relógio e, pelo modo como o encarava, sabia exatamente como agiríamos. O que nos resta saber é quem é o senhor e os motivos que o levam a crer que demônios estão por trás do ocorrido.

OFF: Elementar!

Ver perfil do usuário http://nerdrevollution.wordpress.com/

137 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 16:16

Offtopic

Solteiras: 0
Viuvas/Divorciadas: 1
Casadas: 0

Saldo Total: 1

/\ MIJEI de rir /\

Ver perfil do usuário

138 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 16:23

Off:
Isso define bem claramente parte do objetivo do Lestat in-game =P

Ver perfil do usuário

139 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 18:07

- Perdão Mr.Bullet esse é um trejeito de nós veteranos. Pode de fato não ser tão mais novo do que eu, mas com certeza posso notar nas suas maneiras o ímpeto da juventude. A mesma pressa tão característica para proteger e desvendar.
Sobre as intenções de nosso anfitrião sinto que não tenha apreciado a ironia em minha fala. Sei como você que ele tem um objetivo preciso. Mas não tenho mais a mesma paciência para jogos . Preferia como a cortês senhorita disse aqui que ele simplesmente o revelasse para nós.
Por outro lado você é o jornalista que redigiu o artigo sobre o incidente no casamento dos Dashwood, não é mesmo? E não me supreenderá em nada se nosso amigo aqui nos disser que nutre um especial interesse pela minha habilidade com o que o vulgo insiste em chamar de "ocultismo".
Talvez tenha mesmo razão. O motivo por estarmos aqui não deve ser assim tão obscuro.
Ah, obrigado pelo uso do termo "epidemia de psicose" em seu texto. É sempre agradável se deparar com as palavras proferidas por você impressas em papel. Não que eu os leria, não fossem as infelizes circustâncias que me obrigam a isso.
O Capitão Cross se desinteressa momentaneamente de Bullet e do homem sentado na poltrona e se dirige a Srta. Ariella.
- Desculpe minha indiscrição. Após viver tanto tempo em terras ditas selvagens não sei se posso me considerar um cavalheiro. Seria muita rude de minha parte perguntar o que tão linda dama faz aqui? Estou intrigado.



Última edição por Di Benedetto em Seg Abr 25 2011, 18:25, editado 3 vez(es)

Ver perfil do usuário

140 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 18:12

é impressão minha ou tá rolando uma guerra de egos e a srta. Ariella está (literalmente) no meio da disputa? Laughing

Ver perfil do usuário

141 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 18:17

É o que dizem né? O conflito move o mundo hehe. Bom, na verdade é só um mimimi básico até a Luiza postar de novo. =)

Ver perfil do usuário

142 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 18:25

Offtopic

Melhor ato ever (até agora rs)

Ver perfil do usuário

143 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 18:52

-Não acho que a policia saiba algo a respeito, se soubesse ja teriam vindo até aqui. Mas se sua intenção é apenas informa-los, não precisa de nós todos pra isso. *sorri e se dirigindo as crianças*
-E vocês dois, pequeninos, sabem onde está esse homem mau? e o que ele queria aqui?

Ver perfil do usuário

144 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 21:09

off topic: enquanto isso eu e Ellie estamos de frente com o demoin uhauahauhauaau

Foi tudo muito rápido, a porta se abriu, Miranda gritou e Jane e srta Morrison viram a fumaça negra. Sentiu seu braço sendo segurado. Não tinha a menor idéia do que fazer, não sabia se gritava, se corria... Ouviu algo:

- O que... o que está acontecendo, srta. Potter?
Isso era tudo o que queria saber! De repente lembrou-se daquele militar na festa, não tinha outra explicação, só poderia ser
- Al-algo demoníaco! - Falou com a voz fraca
- Rápido, vamos tirar Miranda daqui!


Dean, te queremos aqui agoraaa! kkkkkkkk

Ver perfil do usuário

145 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 21:53

(eu devia estar estudando =B, mas não dá pra se desligar da trama, tá tudo muito bom!)
- Mas... aquela é, ou era, a mãe dela! Não devíamos fazer nada?

Ver perfil do usuário

146 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 22:06

somos duas Monny hauahuahuaha

- Não sei o que fazer!! Alguma idéia?

momento em que queria ter aquela faquinha dos anjos, tudo de bom!

Ver perfil do usuário

147 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 22:23

último post de hoje, depois vou estudar, juro!


Sem saber se aquela coisa as estava ouvindo ou não, Ellie sussurou:

- Se quisermos ajudar a sra. Dashwood melhor nos ajudarmos primeiro. Você tem razão, vamos sair daqui!

Ver perfil do usuário

148 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 22:27

OFF: é o problema de quando há muitos personagens legais num lugar só, haha. Alguém joga um dado ai, tá quase explodindo tudo!

Bullet revira os olhos. Buscava por um maço de cigarros, mas não o encontrava.

- Não, tenho essa intolerância com ironias. E sim, sou aquele que escreveu a dita reportagem, aonde consta a menção ao senhor e ao termo que se espalhou pela boca do povo.

Ele finalmente encontra um cigarro, levando-o a boca. Porém, o calor já estava demais, não queria impregnar o local com mais fumaça, então torna a levá-lo ao bolso.

- Pela Rainha, homem, diga logo o que quer e nos deixe sair desse calor infernal.

Ver perfil do usuário http://nerdrevollution.wordpress.com/

149 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 22:53

HAHAHAHAH vocês me divirtem, viu XD

ARTHUR E JAVERT

- Shhh! - A menininha disse, com o dedo nos lábios. - Ele nos disse que era segredo. Não podemos falar com ninguém!

- Ninguém! - O menininho ecoou, parecendo com medo.

Abigail parecia tentar manter a calma se preocupando com o que devia ser feito.

- Precisamos chamar a polícia... Encontrar William... As crianças, quem poderia ficar com elas? Haveria espaço no exército da salvação...?

ELEONOR, GRACE E THOMAS

A discussão estava deixando Mary completamente confusa.

- Eu... Não sei, Sr. Thomas. Talvez a senhora do restaurante da frente tenha uma boa comida, mas eu não tenho dinheiro...

- Certamente que poderiam desfrutar de uma noite de folga, queridos - Madame Rouge disse, parecendo triunfante e bem humorada. - Madame, és muito bem vinda em meu humilde estabelecimento. Lhe aconselho que passe algum tempo com papillon e seus amigos, e terás uma noite muito espirituosa.

Mary olhou para Thomas em dúvida, sentindo que não pertencia ao quadro.

MORGAN

- Assim como és preso ao mundo material, eu sou preso ao mundo imaterial. Eu... - A figura disse, levantando uma mão. - Estou longe de existir.

A mão da figura escura contorceu-se em uma sombra e sumiu, depois reaparecendo.

- Proponho uma troca. Material por Imaterial...

TRACER, ARIELLA E RICHARD

O anfitrião dos apenas observava a conversa e as deduções de seus convidados, parecendo deleitar-se com a discussão.

- Isso, meu caro - Ele disse, respondendo uma das deduções de Tracer - Se chama previsibilidade!

O velho levantou-se da poltrona, agora fora da mira de uma arma, e se dirigiu até a lareira.

- Eu imaginei toda esta cena. O Capitão certamente não demoraria a achar o papel plantado por seu amigo. E certamente uma senhorita tão bela seria pivô de discussão semelhante. Hohoh, eu sempre acertei!

O velho remexia o fogo na lareira, como se quisesse avivá-lo mais.

JANE E ELLIE

Miranda saiu correndo, e as outras duas subitamente tiveram o mesmo pensamento que ela: as crianças.

Assim que as três moças correram para longe do batente, a nuvem negra esticou-se para fora como uma rajada de vento pútrido que tomava parte do corredor.



Última edição por metalgeisha em Seg Abr 25 2011, 23:09, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

150 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 23:04

Assim que todos se reuniram e ouviram Madame Rouge falar, Grace tomou a palavra em seguida.

- Só um instante, senhora Eleonor, preciso falar com este homem. - puxa Thomas pelo braço, para longe de todas. - Não pense em fazer mal algum à minha amiga, ouviu bem, Tom? Ela é uma prostituta, mas tem sentimentos! Não ouse machuca-la ou farei da sua vida um inferno. - em seguida deu um beijo súbito no músico, como que tentando selar um acordo à sua maneira.

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 6 de 7]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum