Garotas Nerds

Fórum para leitoras do blog Garotas Nerds


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ato 2: Mudanças

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7

Ir em baixo  Mensagem [Página 7 de 7]

151 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 23:19

*Olho pra Grace*
*Olho pra Mary c. olhar de surpresa*
*Aponta o dedo para Grace*
- Ne me menace pas nouveau. Vous serez en regrettant la prochaine fois.
*se dirige a Mary*
- pardonnez-moi Mary... Desculpe.

Ver perfil do usuário

152 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 23:22

-Uma troca? Pelo que entendi você usaria meu corpo material, já que você não tem um corpo físico, certo?
-Além disso, eu ficaria preso aqui nesse mundo sem nenhuma possibilidade de voltar?

Ver perfil do usuário

153 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 23:24

TÁ PEGANDO FOGOOOOO

GRACE, THOMAS E ELEONOR

Antes que Thomas terminasse de falar, Mary deu um sonoro e surpreendente tapa em Grace.

- Tu achas que é muito superior a mim, não é? Pois não és diferente de uma puta como eu, "Borboleta"!

Após sua explosão de fúria, Mary desviou de Thomas e saiu correndo porta afora, deixando o recinto.

Ver perfil do usuário

154 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 23:26

MORGAN

- Não, de forma alguma. - A figura escura disse. - Não seria exatamente uma troca... Apenas um compartilhamento de habilidades, meu caro.

Ver perfil do usuário

155 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 23:27

Offtopic

Gente, não pra ninguém ter visto, eu puxei ele prum canto XD

Ver perfil do usuário

156 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 23:32

Eu tinha que postar, mas com toda essa chuva vai ser difícil. Entretando, a coisa tá esquentando nesse ato, hein? Digno de novela, hahaha.

Ver perfil do usuário http://nerdrevollution.wordpress.com/

157 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 23:32

façamos assim: vc puxou mas a mary foi espiar e acabou vendo. eleonor e madame rouge não viram

Ver perfil do usuário

158 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 23:38

Grace não tinha percebido que o local escolhido não estava longe da vista de todos e a confusão foi formada.

- Mary...! Desculpe, isso não foi nada... Gritou para a amiga que ignorou e correu porta afora.

Vira-se para Thomas - Corra atrás dela!

Levou a mão à cabeça, preocupada com a situação.

- Essa minha mania de seduzir todo mundo... - falou para si mesma.

Ver perfil do usuário

159 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 23:38

-Hmm, aí as coisas se tornam mais interessantes.-
-E como exatamente funcionaria esse "compartilhamento de habilidades"?- Finalizou Morgan, com um tom de voz muito mais favorável a aceitar a proposta do sujeito.

Ver perfil do usuário

160 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 23:53

- Boa jogada, Grace
*disse em tom sarcastico e raivoso*
*Vou andando atras da Mary*
- Mary, Cade você? Maryyyyyy?
- Mary, ma belle cade você?

Ver perfil do usuário

161 Re: Ato 2: Mudanças em Seg Abr 25 2011, 23:54

Evan viu seu meio-irmão se distanciando em direção à saída da mansão. Ficou pensando... não tinha nada pra fazerem casa, principalmente depois do ocorrido no almoço. E não estava com nenhuma vontade de esperar provavelmente seu pai, ou pior, Coralline, ir lhe dizer alguma coisa.
Talvez estivesse enganado com o que estava pensando, mas achava que valeria a pena arriscar.
- Harry, espera! - disse ele, dando uma corrida até alcançar o garoto. - Vou com você.

Ver perfil do usuário

162 Re: Ato 2: Mudanças em Ter Abr 26 2011, 00:19

Após os dois desaparecerem de vista, Grace achou melhor eles se acertarem e conversaria com Mary mais tarde. Volta até onde tinha deixado Eleonor esperando.

- Desculpe a confusão que vistes aqui sem entender, senhora... Fiz uma besteira impulsiva. Venha, levar-te-ei até meu quarto, gostaria de te mostrar algumas roupas que uso em minhas apresentações. - falou em um tom um tanto preocupado, mas tentando parecer calma, talvez sem muito sucesso.

Sem falar nas marcas de dedos no rosto.

Ver perfil do usuário

163 Re: Ato 2: Mudanças em Ter Abr 26 2011, 01:07

I rest my case. O maluco da mansão ainda não soltou nada dos motivos dele. Vou esperar a Dezatifa postar antes de agir de novo. *hold action*

Ver perfil do usuário

164 Re: Ato 2: Mudanças em Ter Abr 26 2011, 01:13

- sr.a Abgail - diz Javert fazendo uma reverencia - eu ficaria grato em levar as crianças até o exercito enquanto a sra e seu amigo vão até a policia.
Javert escondia o desconforto que sentia ao pensar que precisaria se envolver com policiais.
-Enquanto isso, quem sabe esses dois pequenos não me contam um pouquinho sobre o segredo deles, em troca de alguns segredos meus. - continuou, retirando da manga esfarrapada uma carta.

Ver perfil do usuário

165 Re: Ato 2: Mudanças em Ter Abr 26 2011, 12:17

Off: Eu fico 1 noite sem internet e vocês já colocam fogo dentro do circo?! xD
BTW, estou adorando x)
Ariel sabia portar-se como uma dama, mas não tolerava quando a troca de informações de um grupo de pessoa tornava-se uma guerra de egos e orgulhos.Até que sua pouca tolerância acaba e faz romper o estado de silêncio que estava.

-Se não for muito pedir senhores, poderiam ,por favor,acalmarem-se? Caso contrário, apenas estaremos servindo como divertimento para o nosso anfitrião. -Ariel estava falando de maneira calma, mas havia um sutil tom incisivo na voz ao pedir para o reporter e o capitão acalmarem os nervos- E Mr.Bullet, é perceptível que o calor não esta deixando nenhum de nós confortável e o sr. não seria um caso a parte, então sugiro que ,com todo o respeito,tire o casaco , folgue a gravata e a gola de sua camisa.- faz um gesto educado com a mão , pedindo da maneira mais delicada possível. No fundo, Ariel sabia que aquela lareira com fogo alto só estava servindo para deixar os nervos a flor da pele e fazer com que os convidados perdessem a paciência de forma mais rápido.

Após finalmente conseguir falar, olha para o capitão:

- Perdoe-me por demorar a responder a responde-lo,Capitão. Assim como o Sr, Cap. Cross, chegou em minha casa um "convite" , indicando o endereço em que aqui estamos.E como pode-se notar claramente,fomos perculiarmente escolhidos por nosso anfintrião. - faz um gesto educado com a cabeça ao responder ao capitão.

Ariella passa a mão nos cabelos enrolando-os um pouco, parecia incomodada com o calor, depois volta a atenção para Tracer

- Mr.Bullet,se permite o comentário, não discordaria de nenhuma das conclusões que o sr. acabou de fazer,mas não acha que há algo a mais por trás do óbvio? Com todo o respeito, não fomos os únicos convidados do casamento da Miss Dashwood, muito menos somos as pessoas mais importantes daquela cerimônia. E claro, não somos os únicos a saber dos últimos acontecimentos de Londres e ficar surpresos como isso.O sr, Mr. Bullet, - olha para Bullet e faz um gesto educado com a cabça- é um reporter notável com toda a certeza , -olha o capitão Cross- E o sr, Cap. Cross, deve ter grande experiência em sua carreira militar e por algum motivo que desconheço, possui conhecimento sobre demonologia e atrevo-me a dizer que não deve ser única área sobre o assunto que o o sr deve ter conhecimento - faz um gesto educado com a cabeça e olha para o anfitrião - Não é novidade para nenhum morador de Londres que sou filha de um médico conhecido,entretanto, meu pai não fora o único médico convidado e o Capitão Cross, não deve ter sido o único militar iqualmente convidado. Mister....Antes de mais nada, haveria alguma maneira que poderiamos chama-lo? Estou certa que tanto os senhores aqui presnte,quanto eu ,estamos aguardando para saber o que o sr. quer conosco.

Ariel era educada e muito polida na hora de escolher as palavras, mas quem convivia com ela a mais tempo, sabia que ela tinha um temperamento forte -puxado da mãe- e notaria que a garota estava sendo educada para não alterar o tom de voz para não deixar a impaciência transparecer.

Ver perfil do usuário

166 Re: Ato 2: Mudanças em Ter Abr 26 2011, 14:46

wow! pediu pro senhor bullet, tirar a roupa! Bulet 01x00 Cross (desculpem a trollagem, mas não consegui evitar! adoro shippers *u*)
Enquanto se afastava o mais longe possível daquele quarto mal assombrado - ou seja lá o que fosse aquilo - Ellie sentiu falta de ar novamente, mas preferiu ignorar a sensação incômoda. Havia algo infinitamente mais sério acontecendo e ninguém sabia ao certo o que era.

- Miranda querida, fique calma está bem? Tudo vai dar certo. - Ellie afagou a mão de Miranda, tentando acalma-la e tentando acalmar a si mesma. Não sabia direito em que pensar. - Srta. Potter, temos que procurar as crianças, mas acho que seria tolice nos separarmos com aquela...coisa por aí. O que você acha? O que devemos fazer? - depois disse mais para si mesma do que para as outras duas - Oh Deus, o que está acontecendo com essa família??

Ver perfil do usuário

167 Re: Ato 2: Mudanças em Ter Abr 26 2011, 15:16

Bom quem tá fazendo o placar aqui é o Lestat. O Cross cuida de dêmonios, zulus, e almas penadas. Acho que a Ariella não entra nessa descrição. ^^
- Desculpe, milady. Não quis parecer arrogante. Queria que a guerra que pode estar prestes acontecer fosse meramente entre os egos inflamados de dois homens. Interessante que seja a filha de um médico notável... mas isso só reforça as suposições frenéticas do nosso amigo, Mr.Bullet não vê? Seu pai teve algum envolvimento no caso dos Dashwood? Isso tornaria nós três testemunhas importantes de um evento que costuma ser bem raro, e que dificilmente causa grande repercursões como este, ao contrário da maioria dos casos de "possesão demoniaca".
Além disso,existem forças operantes no cosmo que podem contribuir para que os caminhos de determinados indivíduos se cruzem em momentos necessários. E acredito que esse possa ser um deles.
Se for assim fico feliz que tais forças tenham colocado uma jovem tão bonita, e também de mente tão singularmente afiada como a senhorita em meu caminho.

Ver perfil do usuário

168 Re: Ato 2: Mudanças em Ter Abr 26 2011, 15:48

OFF: hahaha, boa Monny x)

Bullet ignorou o pedido de Ariel e continuou com o casaco, enquanto observava o senhor avivar o fogo atentamente. Passava-se algo em sua cabeça, mas não queria deixar que os outros soubessem.

Quando a senhorita volta a lhe dirigir a palavra, ele finalmente volta à realidade, mas antes que pudesse lhe responder, o Capitão intrometido o havia feito. Estava começando a desgostar daquele homem, da mesma maneira que fazia com aquele sargento da polícia da festa.

- Se já acabou com seu galanteio e divagações sobre criaturas místicas...

Tracer anda até a mesa e pega o livro do senhor Cross, imaginando que ninguém fosse se importar.

- Importa-se em me dizer em que página encontrou o bilhete, Capitão? - ele sorri, meio dissimulado, entregando-lhe o livro.

Ver perfil do usuário http://nerdrevollution.wordpress.com/

169 Re: Ato 2: Mudanças em Ter Abr 26 2011, 16:13

Cross se diverte notando a alteração de humor de Bullet. Lidar com pessoas, não era seu forte. Mas já tinha quase se esquecido de como era... divertido.
Ele abre o livro na página solicitada pelo jornalista. Um ritual de invocação demoniaca em latim, bastante incompleto e pouco confiável, pelo que havia lido antes.
- Aqui está.

OFF: Sabe @nerdiscreto, espero que nossos personagens possam superar essa situação. Acabei de reparar que os dois tem sobrenomes de objeto. Dava pra gente montar uma agência de detetives sobrenaturais chamada "BULLET & CROSS" ( BALA & CRUZ! HAHA XDDDDDDDD)

Ver perfil do usuário

170 Re: Ato 2: Mudanças em Ter Abr 26 2011, 16:46

- Muito obrigado, Capitão - diz, num tom meio falso.

Logo suas atenções são voltadas para o livro, mas seus ouvidos ainda estavam ligados nos outros. Ele não acreditava muito no que ali dizia, nem se importava, mas gostaria de investigá-lo. Além do que, sua mente precisava de um estímulo, já que o ambiente estava pesado, não só por conta do calor.

OFF: ideia genial! HAHAHA. Acho que vão sim, o Bullet é meio duro com as pessoas, mas eles vão se entender, eu acho.

Ver perfil do usuário http://nerdrevollution.wordpress.com/

171 Re: Ato 2: Mudanças em Ter Abr 26 2011, 17:34

meninos, por favor, não pensem que eu tava pondo "lenha na
fogueira" rs (é, eu tava, mas já parei u.u) e sem ressentimentos Di
Benedetto, é que acabei me empolgando e exagerando. Wink E essa futura agencia de detetives hein, vai ser uma concorrência pesada para o sr. Sherlock Holmes! (tá, vou ficar quieta agora, ando muito intrometida '-')

Ver perfil do usuário

172 Re: Ato 2: Mudanças em Ter Abr 26 2011, 18:25

Relaxa, Monny! É pra por lenha na fogueira mesmo. Se for pra todo personagem ser amiguinho do outro o tempo todo a história ficaria um saco, hehe.
Cross deixou Bullet com o livro, embora tivesse suas dúvidas de como o jornalista lidaria com a linguagem do copêndio antigo.
Aproximou-se então do homem remexendo o fogo.
- Então irá falar de umas vez por todas? Há uma pessoa desaparecida que estou procurando e gostaria realmente de saber se o seu "convite" tem algo a ver com ele. Se for continuar apenas brincando, temo que terei de me retirar. Esse é um assunto importante, e não sei se posso esperar...

Ver perfil do usuário

173 Re: Ato 2: Mudanças em Ter Abr 26 2011, 19:49

Off: Que dupla de detetives seria xDDD
"Passava-se algo em sua cabeça, mas não queria deixar que os outros soubessem." Só eu ri imaginando o que poderia ser? x)

Ver perfil do usuário

174 Re: Ato 2: Mudanças em Ter Abr 26 2011, 20:33

ARTHUR E JAVERT

Bem mais tarde aquele dia, na sede provisória do Exército da Salvação, Arthur conversava com um policial enquanto Javert distraía as crianças.

- Senhor, sobre aquele segredo que eu disse... - O menininho sussurrou para Javert, mas não terminou a frase.

Javert sentiu seus olhos se fecharem quase que imediatamente e largou o boneco que segurava. Suas pernas falharam, e ele caiu ao chão.

Arthur, do outro lado do cômodo, ouviu o barulho e correu para acudi-lo, mas tropeçou em si mesmo e caiu, sem conseguir controlar seu corpo. A última coisa que viu foi uma das crianças se agachar perto dele antes de perder os sentidos.

GRACE, ELEONOR E THOMAS

Antes que Grace terminasse de falar com Eleonor, percebeu que a moça escorregava do banco que estava sentada, inconsciente.

- Madame Eleonor! - Madame Rouge exclamou, acudindo Eleonor.

Nesse momento, Grace sentiu todos músculos se contraírem, e deu um grito de dor. Sua cabeça parecia que ia explodir, e a moça ainda gritava enquanto caía no chão, perdendo os sentidos imediatamente.

Thomas, que corria atrás de Mary, sentiu sua vista falhar. Ele esfregou os olhos, em vão, antes de sentir todo seu corpo dormente. Ele caiu de joelhos no chão da rua, e não conseguiu se levantar, sentindo seu rosto se encontrar com o chão duro. Depois, não sentiu mais nada.

JANE E ELLIE

Quando Ellie alcançou Miranda, já era tarde demais. A sombra envolveu Jane atrás dela, e alcançou as duas moças restantes, que tiveram seu grito amordaçado pela massa negra e densa.

MORGAN

De repente, a sala de Morgan mudou. Tudo ficou distorcido de repente, como se derretesse.

- NÃO! - A figura com quem conversava gritava para o teto, enraivecida. - Não interfira!

Morgan sentiu que estava caindo na escuridão...

WILLIAM

William estava no hospital junto a Catherine, que olhava o irmão deitado inconsciente no leito, quando sentiu-se mal.

- William? - Ele ouviu Catherine chamar, mas não tinha controle de seu corpo. Ele caiu no chão frio, e tudo ficou escuro.

EVAN

Evan começou a correr na direção de Harry quando começou a sentir dormência em todo o corpo. Suas pernas fraquejaram, e ele caiu, observando o irmão correr ao longe antes de desmaiar.

Apesar de ser a parte só desses três, todos leiam!

TRACER, ARIELLA E RICHARD

- Vocês falam demais - A voz do velho mudou para um tom agressivo, completamente diferente do anterior.

Antes que qualquer um dos três reagisse, ele jogou um frasco que tinha na mão no fogo. O barulho do vidro pareceu aumentar cem vezes, ensurdecendo-os, enquanto o fogo parecia lamber seus corpos e lhes sugar a vida.

Então, tudo escureceu.

A partir daqui, todo mundo pra parte 2 que logo será postada!

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 7 de 7]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum