Garotas Nerds

Fórum para leitoras do blog Garotas Nerds


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ato 2, Parte 2: O Etéreo

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 7]

26 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qua Abr 27 2011, 23:16

- Eu não sei dizer ao certo Srta Morrison, acho que estou bem, não estou machucada... apenas confusa.

Vê que um homem se aproxima delas (Tracer) e se dirige a Srta Morrison:

- Senhorita, err, Ellie? Está tudo bem?

Segue-se um homem falando de sonhos coletivos (Capitão), estranhamente lhe parece familiar ... um estalo lhe vem a mente! Era ele que tinha estado no casamento, e ajudou seu irmão. Também fora o primeiro a mencionar acerca do sobrenatural.

O homem (Tracer)que conversava com a Srta Morrison diz que sairemos dali logo, aproveitei para perguntá-lo:
- Senhor, sabe onde estamos?

Ver perfil do usuário

27 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qua Abr 27 2011, 23:44

- Acho que o Capitão fala demais, senhorita Ellie - ele ri, como se tivesse acabado de fazer uma piada.

Quando a moça pergunta sobre Ariel, o repórter fica um pouco sem jeito e se lembra rapidamente de quando ela tinha confundido os dois como marido e mulher.

- Err, arr...

Antes que pudesse se enrolar mais, a moça (Jane) faz uma pergunta e Bullet rapidamente troca de assunto, deixando a senhorita Morrison sem resposta.

- Infelizmente não sei, senhorita. A propósito, muito prazer, Tracer Bullet - diz numa voz aparente calma, tentando ainda disfarçar o embaraço e lhe estendendo a mão.

Ver perfil do usuário http://nerdrevollution.wordpress.com/

28 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qua Abr 27 2011, 23:45

Para Kendal:

- O que julga pode estar certo... caso esse seja mesmo um dos mundos paralelos que o sangoma me falava não tenho como saber até que extensão tudo isso pode ser a projeção de nossas cosciências, um sonho... ou algo físico e sólido como nossos sentidos apontam ser...
Para os Outros:
Cross então explodiu numa sonora gargalhada que destoava totalmente do animo aflito da maioria de seus companheiros.
-Oh, mas bem.. como disse é tudo uma mera conjectura senhores! Não acreditem tão facilmente nas histórias de um veterano tresloucado, que lê bobagens em livros velhos.
Talvez tenhamos sido todos raptados enquanto dormiamos e levados para cá, não é mesmo? Sim, acho que isso seria o mais racional...
Não fiquem aí com essas expressões tão sérias! A resolução de nossos problemas não muda. O melhor é que permaneçamos juntos e tentemos o quanto antes encontrar uma saída daqui. Melhor ir e tentar ver com nossos próprios olhos que tipo de inferno nos metemos.
Todos de acordo?
Não se preocupem na guerra passei por coisas piores... e nunca deixei um só recruta para trás.
Cross sabia que não era fácil aceitar as evidências da existência do sobrenatural. A mente humana sempre procurava encaixar tudo no molde previamente estabelecido. Deveria ter sido mais cauteloso ao falar com eles, mas também devia preparar o terreno. Não podia mentir. Mesmo que ele mesmo não pudesse ter certeza de nada... apenas sentia que alguma coisa estava estranha ali.
Muito fora da moldura convencional.
Sobre nunca ter deixado ninguém pra trás? Uma grande mentira.
Em várias batalhas agourentas em que se metera quando era jovem, sempre acabara sendo um dos únicos sobreviventes...

Ver perfil do usuário

29 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 00:18

- Oh puxa, me desculpem a falta de educação, nem os apresentei. Sr. Bullet, esta é a senhorita Potter.Srta. Potter, esse é o senhor Bullet. Na verdade, nem eu mesma sei seu primeiro nome! Sou Ellie Morisson.

Ellie percebeu a falta da resposta para sua pergunta, mas não fez comentário algum. Era uma leitora ávida de romances como Madame Bovary e A Dama das Camélias e sabia que tinha tendência a agir como cupido às vezes. Temeu estar sendo indelicada, resolveu evitar tocar no assunto novamente. Mas realmente gostaria de saber o que iria acontecer

hehe... eu tava achando legal esse ship, mas vou me focar mais na trama agora :3


Prestou novamente atenção no que o tal Capitão dizia. O sr. Bullet não parecia ter muita confiança nele, mas não dava para negar que ele parecia confiante no que afirmava. Por isso Ellie achou muito estranho quando ele próprio começou a se contradizer.

Se dirigindo para o senhor (Capitão Cross!:
- O sr. diz que fomos raptados enquanto dormíamos, mas a poucos minutos atrás disse a esse senhor (Morgan) que estavamos em... um sonho coletivo. Afinal, o senhor realmente sabe o que está acontecendo? Por favor, estamos todos confusos e com medo, a última coisa que precisamos agora é de mais dúvidas.

Ver perfil do usuário

30 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 00:18

- Sobre não deixar ninguém pra trás, eu acho ótimo. Não sabemos ainda que lugar é esse e o qe aconteceu para que acordássemos aqui, o ideal é que permaneçamos unidos. - diz ele. - E acho também que é hora de procurarmos uma saída desse lugar...
Ele começa a caminhar lentamente, buscando algum caminho, algum túnel, qualquer coisa que os levasse para outro lugar, ainda sem entender os últimos acontecimentos e tentando imaginar onde Harry estaria e se havia acontecido alguma coisa com ele.

Ver perfil do usuário

31 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 00:49

Jane ficou mais aliviada em saber que eram conhecidos, em um momento como este é bom ter pessoas familiares por perto.
Assim que Miss Morrison os apresentou, Jane cumprimenta o Mr Bullet:
- Gostaria que fosse uma ocasião menos problemática, mas é um prazer conhecê-lo Mr. Bullet
Com a risada do Capitão foi inevitável prestar total atenção no que ele falava, sim era uma excelente idéia permanecerem juntos. Já ia questioná-lo quando Miss Morrison se adiantou, pode perceber que não era a única confusa com esta situação singular.


Ver perfil do usuário

32 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 00:57

Arilla observava a reação de cada um que havia no "grupo" , reparando se alguém entraria em estado de pânico ou algo parecido.Por algum motivo, Ariel sentiu-se levemente desconfortável com a risada de Cross. No fundo, achou que aquilo foi apenas uma maneira de esconder a preocupação. De que e pq era o que não sabia.

-Capitão Cross...-olha em direção ao Capitão- Certamente teremos mais sorte se nos juntarmos e acharmos uma saída ,entretanto acredito que a maior parte de nós nunca tenha saído de Londres ou fez algum tipo de "trilha" como o sr.. Precisaríamos de algum tipo de organização antes de partir ,não acha? - Falava em tom calmo, suave, de um jeito que escondia bem as dúvidas que tinha.

Ver perfil do usuário

33 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 04:20

Para Monny
- Só falei em rapto senhorita, por que tenho certeza que é esse tipo de teoria, bastante plausível, que se forma na cabeça de indivíduos racionais como o meu amigo Bullet ali.
Infelizmente, nem sempre o mais plausível é o mais verdadeiro. Continuo afirmando tudo o que disse sobre esse lugar.
É a minha crença. Minha hipótese.
Mas também sei que não tenho como provar o que digo a muitos de vocês agora.
No entanto não é preciso.
Mesmo que não acreditem em mim, os meios para me desmentir são fundamentalmente os mesmos pelos quais espero estar certo. Tentar sair daqui.
Para Ariel
- Seu bom senso e atitude nunca cansam de me impressionar senhorita. Esse lugar parece ser bastante amplo, então não sei se realmente importa a direção que iremos tomar. Contudo, e importante que ninguém se afaste demais dos outros.
Sugiro uma formação simples. Os cavalheiros mais preparados para alguma eventualidade se dividirão entre a frente e a retaguarda do grupo. Tentaremos nos mover rápido e em silêncio. Iremos evitar qualquer tipo de confronto, mas devemos estar preparados.
Cross procura por seu revólver.
Para os Outros
- Desculpem a pergunta indelicada. Mas mais algum dos cavalheiros aqui presentes possui uma arma?

Ver perfil do usuário

34 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 09:34

William fica ouvindo com atenção tudo que Cross estava dizendo. Não fazia muito sentido, mas desde a confusão do casamento ele estava pré-disposto a ouvir todas as possibilidades, mas essa era bem difícil de acreditar.

- Não acho que devemos ficar parados aqui...

William encosta a mãe em uma parede da caverna e começa a andar, procurando alguma coisa, a saída, um caminho... Queria sair o mais rápido possível dali, não sabia a quanto tempo estava ali, não sabia como poderia estar Catherine...

Ver perfil do usuário

35 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 09:41

Eleonor acorda com os chamados de Grace. Não sabia a quanto tempo estava desacordada, e tudo agora parecia muito atordoante, pessoas gritavam a procura de outras, outros riam, outros se desesperavam e tudo isso envolto por uma escuridão enevoada.
- Srta Grace, onde estamos? A última coisa que lembro foi de sua discussão com Srta Mary... Estou confusa. Sei que nunca vim neste local mas tenho a impressão de isso não ser de todo uma verdade.

Tentara ouvir o que aquelas pessoas diziam, era falado do sobrenatural e e também sobre raptos.
O que seria o menos louco? Apenas Grace e Thomas, dos presentes, estavam com ela quando tdo aconteceu. Como seria rapto? *pensamentos*

Concordava com a mulher que dizia q deviamos nos preparar (Ariel) mas o que alguém como ela, uma simples viúva poderia fazer. Após a última pergunta do homem que se entitulava de Capitão Cross, esperou para ver se estariam todos perdidos ou se teriam alguma chance... contra o que quer que fosse.

Ver perfil do usuário http://madsophienne.wordpress.com

36 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 10:01

- Não sei, senhora Eleonor. Mas fico mais tranquila agora em vê-la bem!

Grace se levanta, olha ao redor, vários grupos de pessoas conversando, o capitão tomando as rédeas da situação, talvez era a ele quem deveria recorrer, pensou. Mas antes que pudesse se dirigir a ele, Grace ouve Thomas chamar por Mary e segue em sua direção.

- Acho que Mary não está por aqui, Tom. - falou séria, com medo que o músico a repudiasse ainda pela situação anterior. - Espero que ela esteja bem. - Abaixou a cabeça e voltou-se ao capitão Cross.

- Senhor... Falas de raptos e coisas sobrenaturais... Estou realmente confusa, pois eu estava no meio de uma discussão com uma amiga, algumas pessoas que estavam comigo estão aqui - aponta para Eleonor e Thomas - porém outras não estão... Não acredito que tenha sido um sequestro. - Grace desabafa com o capitão.

- Desculpe, não me apresentei, meu nome é Grace Campbell. - faz uma reverência - O senhor sabe como nos tirar daqui?

Grace estava muito preocupada com seus amigos.

Ver perfil do usuário

37 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 11:11

Habituado ao caos que é a vida na rua e ao pavor da incerteza Javert continua em silencio. O temor de que aquele lugar possa ser o purgatório, o inferno ou sabe-se lá que tipo de recanto esquecido por deus o incomoda, mas ao mesmo tempo ele tem consciencia que toda aquela especulaçao nao é, senao, uma tentativa de racionalizar o que lhe parece totalmente incrivel.

Ver perfil do usuário

38 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 13:24

Depois de ouvir o Capitão, Ellie ficou pensando. Sim, queria sair dali o mais rápido possível, mas queria também entender como e porque viera para esse lugar, mesmo que isso contrariasse suas convicções. Virou-se para srta. Potter e, tomando cuidado para não ser ouvida, perguntou.

- Você acha que o que aconteceu mais cedo conosco - sabe, aquela estranha aparição na Mansão Dashwood - pode ter alguma relação com isso? Acha que devíamos comentar algo a respeito?

Ver perfil do usuário

39 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 13:45

-Capitão, eu tenho um punhal. Não é a arma ideal, mas pode ser útil em alguma situação.- Disse Morgan ao Capitão Cross.

Ver perfil do usuário

40 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 14:07

Bullet sorri para a senhorita Jane.

- Sim, a situação parece um tanto inapropriada, infelizmente.

Assim como os outros, o repórter escuta as palavras do
Capitão e depois a colocação da senhorita Ariel. Não pôde deixar de ouvir as palavras de Ellie para a senhorita Potter, o que o deixou um pouco alarmado e preocupado, mas resolveu não comentar nada.

Então, ele resolve falar com o Capitão; afinal, teriam que trabalhar juntos se quisessem sair dali, mesmo que isso não lhe agradasse nenhum pouco.

Pede licença gentilmente às moças que estavam com ele, deixando-as conversando, enquanto o repórter se aproxima de Cross e da mulher que falava com ele (Grace).

- Hum, senhorita, se me permite, vou discutir com o Capitão um pouquinho e logo colocaremos todos a par de tudo, está bem?

Ele faz um gesto com a cabeça, pedindo que o militar e ele se afastem um pouco do grupo, aonde poderiam discutir algo que lhe pertubava.

Ver perfil do usuário http://nerdrevollution.wordpress.com/

41 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 14:41

Para Grace

- Então somos dois Srta. É um prazer conhecê-la ainda em que situação tão adversa.

Ele se aproxima e faz uma bem humorada reverência tomando sua mão para beijá-la.

- Mas como disse as razões por estarmos aqui por enquanto são secundárias, quaisquer sejam. O importante é primeiro sair daqui e procurar por um lugar seguro.

Não sei ainda como nos tirar desse lugar, mas garanto que farei o possível para que você e todos os demais voltem para casa em segurança.

Tem minha palavra.

Se me dá licença vou ali falar, com Mr.Bullet. Ele é um homem talentoso e como disse logo a colocaremos a par da situação.


Andando com Bullet, Cross passa por Morgan e fala com ele.

Para Morgan

- Se tem um punhal espero que realmente saiba usá-lo senhor. Mas com certeza é melhor do que estar de mãos vazias. Por favor peço que vá e me ajude tentando recrutar outros "soldados" tão bem dispostos entre os demais cavalheiros.

Para Bullet

- Pois bem Mr.Bullet. Parece que temos uma guerra bem maior do que nossos egos em mãos agora, hein?! O que um homem tão audaz como o senhor sugere?

Pessoalmente não sei se podemos confiar em todos os civis presentes aqui. Mas não quero ninguém despreparado para a eventualidade de encontros hostis nesse lugar inóspito.


Ver perfil do usuário

42 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 16:00

Off: Campanha - "I BELIEVE IN RICHARD CROSS" Será que ele será o novo herói de Gotham...Ops, de Londres? xP
Ariel faz gesto educado com a cabeça agradeçendo o comentário feito pelo capitão, mas no fundo não sentia ter feito nada louvável.Quando o mesmo perguntou quem tinha uma arma, na hora não soube se comentava ou não q possuia uma, mas estava disposta a usa-la caso fosse necessário. Observa Bullet querendo falar com Cap. Cross e imaginava como os 2 ficariam. Depois do que aconteceu na mansão, não de ver outro conflito de egos armados, pelo menos não em uma situação como aquela.

Ver perfil do usuário

43 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 17:25

Assegurando-se de que estavam distantes do grupo, Bullet diz ao Capitão o que passava por sua cabeça e que tinha certeza ter passado pela do militar.

- Sem muita enrolação, nós dois sabemos que não será fácil encontrar um caminho para fora daqui. O senhor parece ter algum tipo de experiência com situações como essa ou o quer que seja - ele diz, mas não em um tom de elogio. - Mas de qualquer forma, deve saber que se viemos parar aqui por conta daquele senhor, então ele provavelmente previu que tentaríamos algo desse tipo. Ele sempre esteve um passo a frente de nós, seria inútil nos trazer a tal lugar sem se certificar que permaneceríamos aqui.

- Não me entenda mal, eu quero tirar esse pessoal daqui o quanto antes, mas talvez seja melhor agir de maneira menos previsível. Não saber aonde estamos indo pode colocar o grupo em perigo.

Ele olha para Ariel e os outros, não podia se sentir mais preocupado com a segurança deles. Quem sabe o que poderia acontecer? Cair num precipício, se perderem, ou pior, quem sabe o que poderia viver naquelas cavernas, talvez animais perigosos.

- Sugiro que façamos uma busca primeiro, antes de deslocar o grupo todo. Procurar algo que possa nos ajudar. Talvez.. o livro! Pode ter algo sobre esse lugar naquele livro.

O repórter finalmente se lembrou do livro, mas não tinha certeza se ele tinha escapado do fogo, ou se estava perdido ali pelo chão.

Ver perfil do usuário http://nerdrevollution.wordpress.com/

44 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 17:46

-Sim Grace, acho que percebi que ela não está aqui...
*Escuto um pouco da conversa em volta*

*Eu olho pra todos em volta* [Grace, Eleonor, Bullet, Potter, Morrison, Ariel, Capitão e n lembro o resto]

*Em tom agressivo*
- Ir pra um lugar seguro? Estamos no meio de um lugar que não tem NADA em volta.
- E eu não acho que uma Adaga resolveria nosso problema, nem toda marinha dessa terra de cachorro molhado (Inglaterra) resolveria.
*em tom de aviso*
- Se algo ou alguem teve poder de fazer o que fez, eu estaria mais preocupado em saber o motivos dele do que como enfrenta-lo.

Ver perfil do usuário

45 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 18:12

Herói? Quem viu Cavaleiro das Trevas sabe o que acontece com o Duas-Caras no final... XDDDD

Para Bullet

- O livro que lhe entreguei é o Spiritu Copendium. Um velho manual de invocações. Não sei se será muito útil nessa situação. Para falar a verdade ele é um tanto incompleto e esperava que no endereço que vi no bilhete poderia encontrar mais informações sobre o que eu pesquisava. De qualquer maneira você tem razão. Ele é o único material que disponho aqui, e nunca se sabe se poderei precisar dele.
Ele não está mais com você não é? Talvez alguém o tenha encontrado. Iremos procurá-lo.
Cross fez uma pausa enfática, então olhou seriamente para o jornalista.
- Escute soldado. Me permita discordar do que diz. Acredito que se permancermos aqui por muito tempo poderá ser perigoso. Me diga, não ouve esses sussuros? Acha que alguém se daria o trabalho de reunir pessoas tão diversas apenas para pregar uma peça? E se simplesmente nos quisessem mortos por que não fazê-lo enquanto estavamos desacordados? No entanto não sabemos que tipo de coisas habitam esse lugar e podemos atrair sua atenção se continuarmos parados.
Quer mesmo a colocar essas pessoas em perigo? A Srta. Ariel?
Sei que as trevas podem guardar perigos ocultos dentro delas, mas se não os enfrentarmos agora e corrermos o risco, poderemos nunca mais ver a luz novamente.
...
Agora vê aquele homem ali? (aponta para Thomas)
Ele parece um tanto exaltado. Por que não tentamos lidar com essa situação antes que o pânico se espalhe?

Ver perfil do usuário

46 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 18:58

- Capitão, o livro não pode ser julgado somente pela capa, ou melhor, pelo seu tema. Aquele senhor provavelmente não o entregou por acaso, assim como não nos trouxe aqui sem motivos. Ora, as respostas que procurava certamente estavam no livro, apenas o senhor não percebeu.

- Justamente, homem. Nada nos aconteceu enquanto estávamos desacordados, o que quer dizer que permanecer no mesmo local seria o mais lógico. Se vamos sair por aí andando, sem nem ao menos saber por onde, é bem mais fácil que chamemos a atenção de algo. Aqui pelo menos estamos todos juntos, o que nos garante vantagem numérica. Embora eu concorde com o senhor e não sei se podemos confiar nas habilidades de todos eles para se protegerem, o que é mais um motivo para não nos apressarmos e cairmos em alguma armadilha.

Bullet parecia cansado de argumentar. Não tinha certeza se ficar parado, esperando por algo, seria algo sensato. Mas o homem exaltado (Thomas) tinha dito algo que não saía da sua cabeça: os motivos. Certamente todos ali tinham algo a compartilhar, algo que pudesse dar uma luz sobre a situação.

- Acho que seria melhor então perguntar aos outros o que eles acham e acalmá-los, claro. Antes, só mais dois lembretes: eu não sou um de seus soldados e a senhorita Ariel é somente uma ótima amiga.

Essas últimas palavras foram mais sérias, olhando aos olhos do militar como se fosse um aviso.

Ver perfil do usuário http://nerdrevollution.wordpress.com/

47 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 19:00

Gente, pó pará! Quando que eu disse que algum de vocês já veio aqui? Nenhum de vocês já esteve no etéreo! Na verdade, praticamente nenhum de vocês devia ter ouvido na vida sobre o etéreo, e mesmo o Richard só sabe que existe, mas nunca esteve lá.

Outra: quando que eu disse que vocês estão com seus itens? Quando que alguém botou a mão no bolso perguntando se ainda está com livro ou arma ou adaga e eu respondi que estava?

Tudo bem que eu liberei vocês pra interagirem entre si, mas isso não quer dizer que é pra partir pra auto-mestragem. Não estou dando bronca, isso sempre acontece em rpgs de interpretação, só avisando pra não acontecer mais. Isso também é culpa minha que demorei pra responder. Não acontecerá de novo.

Enquanto todos discutiam o que fazer, Richard e os que estavam perto dele sentiram uma leve brisa, como se uma abertura tivesse aparecido em algum lugar.

Ver perfil do usuário

48 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 19:05

OFF: mas ninguém mostrou nada, mestra. Quer dizer, o Morgan só disse que tinha uma adaga e eu justamente não sabia se estava com o livro, por isso sugeri procurar. A única coisa que aconteceu foi o Richard beber do cantil. Mas então agora estão todos avisados x)

Ver perfil do usuário http://nerdrevollution.wordpress.com/

49 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 19:17

William continua andando com cautela, se distanciando do grupo, quando sente um vento e começa a andar mais rápido, ele queria sair dali o mais rápido possível, estava preocupado demais com Catherine.

Ver perfil do usuário

50 Re: Ato 2, Parte 2: O Etéreo em Qui Abr 28 2011, 19:18

Eu só achei que o alguns erraram achando que estavam numa caverna e que dava pra tocar em algo além do chão =P

Grace faz uma reverência aos cavalheiros que se afastavam para conversar. Voltava para o lado de Eleonor, a ajudando a se levantar. Aquela imensa escuridão ao fundo e uma luz sem fonte pairando sobre suas cabeças incomodava a dançarina.

Apertou os olhos para olhar para a luz e tentar entender que tipo de lugar era aquele, ou mesmo para a escuridão à frente a fim de tentar ver algo além. Até que sente uma brisa, vindo da direção de Cross.

Teste de procurar/observar

lemacedo efetuou 1 lançamento(s) de dados d10 (Imagem não informada.) :
2

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 2 de 7]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum